domingo, 20 de março de 2011

Era uma vez 4 - Intensidade (Diário da Mirys)


Acho importante deixar registradas aqui algumas coisinhas, que talvez expliquem alguns "depois" para vocês. Coisas que aconteceram comigo e que fizeram assim, intensa. E me fizeram apaixonada (quase dependente) dessa intensidade toda na minha vida.


Coisinha 1
Pixar muros pode ser horrível! Sem noção. Falta de respeito. Absurdo. FAlta de civilidade. Etc. Etc.

Mas quando você é beeem novinha (não vou falar a idade, senão entrego o ser!), é o dia do seu aniversário, e você chega de madrugada na aula e vê o muro branquinho, da frente do colégio, com uma declaração IMEEEEENSAAAAA de amor pra você, com seu apelido (que é pra não ter dúvida alguma, apesar de você reconhecer na hora a letra), ali escancarado, aquela enorme frase dizendo que você é amada... ah, meu bem! As convenções sociais e o politicamente correto vão pro espaço!!!! Tem um sorriso que se instala no seu rosto e não vai embora de jeito nenhum!!!

(na verdade, o sorriso volta, ainda hoje, anos e anos depois, só de lembrar daquela sensação...).


Coisinha 2
Você já teve namorado que subiu em cima de mesa, mandou fazer banner, convocou amigos para pagar mico, ops fazer serenata, pra dizer que te amava? Então... eu já! E confesso que adorei cada um das coisas.

Teve até uma vez que ele fingiu não lembrar que era nosso aniversário de namoro e, depois de eu estar beeeeeeeeeeeem brava, me pegou no colo e me deu um dos beijos mais demorados da minha vida. Em público. Com direito a rodinha em volta e bateção de palmas no final. Vergonhaaaa.... Vergonha, hoje. Na época, com muito vento na cabeça (que é o que se tem antes dos 20 e poucos), eu achei o máximo!


Coisinha 3
Uma vez, voltei de uma semana na praia, com a família e descobri que meu namorado tinha ficado com outra menina. Horrorosa. Me senti mais feia do que ela, claro! Pequena. Minúscula.

Quando o encontrei, ele mesmo veio me contar. Super arrependido. Nem sabia que eu já sabia (D.: thanks amiga!!!). E pediu desculpas, etc e tal. E chorou. E me ligou por madrugadas e madrugadas seguidas. E implorou. E eu voltei.

Ah!... A volta após a briga!... Que sensação deliciosa.

Mas a menina ligou na casa dele. E eu estava por lá. E ele me jurava que não queria nada com ela. E eu não sabia se acreditava ou não. Então, ele me deu um telefone e pegou numa extensão. E conversou com a menina e repetiu que não queria nada com ela, que me amava e tal. E ela disse que "não se importava em ser a outra" (hello????? Eu tô na extensão, amiga!!!). Mas, ele foi firme e fez uma das maiores declarações de amor "por tabela" que eu já ouvi (era o mínimo, né?).

OBS: eu perdoei. Voltamos. Mas, ele saiu com essa menina e com muitas outras, depois dessa. Até o dia em que eu descobri e desisti, de vez. Não sem muito choro, muito drama, muito pedido de perdão. Mas, tem gente que não se emenda na vida...

Coisinha 4
Essa é feliz. E curtinha!

Um dia, meu namorado foi pra praia com a família dele. E me ligava todo dia falando que não aguentava de saudade. E eu naquela "-Ah, tá. Claro."

Até que ele resolveu me "provar" que não vivia longe de mim. Me ligou e disse: "- Tô indo te ver! Me espera!". E chegou em menos de 3 horas. PS: a praia era a 6 horas de distância da minha cidade!!! Nem quero pensar em quanto ele e o amigo - que também tinha deixado a namorada em Jaú - correram na estrada. Quando vi, ele tinha me ligado de casa e já me esperava com velas e flores e presentinhos! Uhuuu!

OBS: Tania Mara, se você ler isso, vai saber e-xa-ta-men-te do que eu estou falando!


Coisinha 5
A melhor e mais inesquecível.

Certa noite, briguei com o namorado. Briguei feio. Porque comigo era tudo assim: intenso. Se estava bem, estava MUITO-SUPER-MEGA-MAXI-ULTRA-BEM. Se estava mal... meus amigos... eu chorava, e sofria, e ficava péssima. Nunca fui maldosa ou desrespeitosa com os outros. A coisa era comigo mesma. Eu sofria pra burro!

Mas o tal namorado estava arrependido da bobeira que tinha feito e queria consertar o estrago. Ele me queria de volta (ai, ai...). E eu não cedia de jeito nenhum! Sabem aquela de que gato escaldado tem medo de água quente? Então... era isso!

Ele me ligou e pediu e implorou até umas 2 da manhã, quando minha mãe perdeu a paciencia e me mandou desligar o telefone. Desliguei. Mas não dormi. Não conseguia.

Umas seis da matina, resolvo ir pra cozinha, preparar o café para ir pra escola e, no meio do corredor escuro... trombo com a minha mãe, com uma vassoura e um saco de lixo na mão. "-Miriane! Volte pra cama! Está muito cedo!". Logo ela que sempre reclamava que eu demorava pra acordar... AÍ TEM!!!!

Ela foi pra garagem de casa e eu fui atrás. E ela me mandando de volta para o quarto. Mas eu fiz que fiz que cheguei na garagem... ou deveria dizer jardim? Tínhamos uma garagem para 2 carros, em casa (já éramos uma família de pai + mãe + 8 filhinhos, naquela época) e ela estava COMPLETAMENTE COBERTA DE FLORES! Os carros, inclusive. Flores de todos os tipos, cores, cheiros. Flores pra mim. Flores para pedir desculpas!

Minha mãe já tinha conseguido varrer um pedacinho, mas eu foquei no resto. No colorido. No cheiro incrível. Nos bilhetes de "eu te amo" que estavam misturados às flores. E aquela foi uma das cenas mais marcantes da minha vida, até hoje!

PS1: é claro que eu voltei com o namorado! "Óbiviou"!!!

PS2: e pensar que minha mãe ia tirar aquela visão da minha vida pra sempre!!! Sinceramente... Quando vocês forem mães, por mais estapafúrdia que seja a coisa que tenha acontecido na sua casa, se for uma demonstração de amor pela sua filha, DEIXE LÁ! Ela merece ver!!!

Cenas do próximo capítulo aqui
.

12 comentários:

Clara disse...

Mirys!

Débora do 3x30 falando. Seria um prazer ter sua história no nosso blog! Desde a primeira vez que te li aqui que penso nisso. E já que agora vc falou, opa, será uma honra.
Quer escrever?
beijão

ps: nunca nenhum namorado fez essas coisas aí não =S

Anônimo disse...

Ooops
Comentei com o login da minha irmã, rs
bjs
débora

Idê Maciel disse...

Ainn que lindo tudo... amei!!!

Mirys + Guigo + Nina disse...

Débora:

Mulher, é só marcar!
Se vocês quiserem pegar umas coisas que eu já escrevi, fiquem à vontade. Se quiserem que eu escreva algo "exclusivo", é só avisar.

AMEI a ideia!!!
Seria uma honra enorme!
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Tia Idê:

loucuras, não?

Mas, são essas coisas malucas (e deliciosas) que dão sabor à vida, não é mesmo?

Bjos e bençãos.
Mirys

Nana disse...

Q vida amorosa emocionante hein?! Vc curtiu bastante mesmo...essas demontrações de amor extremo são o máximo né?! Eu tb morro de vergonha na hora, mas depois q o tempo passa, a gente lembra e sempre um sorriso vem no rosto.
Bjs e fiquem com Deus.

Mirys + Guigo + Nina disse...

Nana:

E eu A-DO-RO uma emoção!!!!
Pra mim, nem precisa daquele mocinho perguntando (quando você vai andar de bugue nas areias): "com emoção ou sem emoção"?.

COM EMOÇÃO!!!
SEMPRE!!!

Bjos e bençãos.
Mirys

Débora disse...

Que loucura !!!
É uma delicia né ?!
Já tive algumas declarações iradas tbm.
Pena que faz tanto tempo ! rsrsrs
Tô adorando,viu !!!
Super beijo

Liliane Arend disse...

ai ai ai ... suspiros, mtos suspiros! lembrando das minhas surpresinhas, como é deliciosa a sensação!
bjo
Li
londrescomfilhos.blogspot.com

Debby disse...

Nossa Myrisss

Fiquei sem fôlegoooo rsrsrs
Parabéns mil vezes parabéns

Bjs
Debby :)

Kinha disse...

Você deve mesmo ter se sentido o máximo com essas declarações de amor!

Kinha disse...

Tão bom se sentir amada, faz a vida ter outro gosto, não é?