sexta-feira, 18 de março de 2011

Era uma vez 1 - Oi. Muito prazer! (Diário da Mirys)

Eu cheguei na faculdade com 17 anos recém completados. Uma bebê, eu sei! E não sabia nada de nada, naquela época. Sinceramente, acho que foi melhor assim...

Só tinha tido 4 namorados (nada de "ficar" com ninguém. Nunca fui disso).

O 1o foi mágico! Comecei a namorá-lo com 13 anos (eu! Ele tinha 17) e só fomos dar nosso primeiro beijo no dia 14 de novembro, ou seja, após meu aniversário de 14 anos! Bem como papai pedia. Atrasei ao máximo! Mas, quando foi, foi! Todo mundo diz que o primeiro beijo é um desastre, que você não sabe o que fazer, nem o cara, etc... Eu dei sorte! Meu primeiro namorado era muito mais velho, ou seja, super adulto (cof! cof!), e meu primeiro beijo foi exatamente tudo o que eu tinha sonhado. Resultado: fiquei com a cabeça nas nuvens por muuuuitoooo tempo depois. E adotei como lema de vida a frase: "o importante é beijar na boca e ser feliz!". NÃO RIAM!!!! Era super profundo, pra mim, na época!!! Galera, lembrem que eu só tinha 14 anos!!!!!!!!! Fiquei mais ou menos um ano com esse mocinho (contando desde o começo que a gente dizia que namorava, mas só andava de mãos dadas).

O 2o foi uma paixonite louca. Onde eu estava com a minha cabeça????? O cara não tinha nada a ver comigo, não queria nada comigo, mas eu arrastava um booooonde do tamanho do mundo por ele. Afê! Tem gente que é besta, não? Um belo dia (depois que eu já tinha até mandado rosas na casa do cara!!!), ele resolveu "se rebaixar" a mim e nós ficamos juntos. Foi perfeito! Lindo, lindo, lindo. Nós estávamos, finalmente, namorando!!!! Eu fiquei tão em êxtase que nem percebi que era só pra mim que nós estávamos namorando! Ele não estava nem aí pra paçoca! Sério!!! Nós namoramos (do tipo "só eu namorei") por um ano. Até que terminei (oi?????) a relação. E arrastei correntes pelo cara por mais um século!... (vai entender o ser que habita o meu corpo...). OBS: um dia, dei o troco! Mas, isso fica pra outra história!

O 3o namorado foi um cara bacaninha que estava muito mais interessado em mim do que eu nele. Sabe aquele caso clássico de uma turma que tem 5 meninas e 5 meninos e todos os outros 8 estão envolvidos amorosamente, menos VOCÊ e um menino???? Então, foi isso. Era meu primeiro namorado que tinha carro, que me levava e me trazia, que tinha conversado com meus pais, que trabalhava, que me dava presentes. Fui muito, mas muito bem tratada, naqueles dias. E era uma delícia sairmos todos juntos, com a turma. O duro era quando ficávamos só nós dois. Ele gostava mais de mim do que o inverso e quando a balança pende demais para um dos lados, o relacionamento não flui. Foi terrível terminar com ele... mas o namorado seguinte deu uma ajudinha (detalhes engraçadíssimos num próximo post).

O 4o namorado eu chamava de "irmão", de tão próximos que éramos. Do tipo "melhores amigos", sabem??? Eu tinha ajudado o pobre e pequeno ser (ele tem 2m de altura!!!!) a ficar com as 2 primeiras namoradinhas da vida dele, eu era a amigona, entenderam? Até que um belo dia, num ônibus, na volta de uma viagem com a turma toda, eu pedi para dormir no banco inteiro (siiiim! Ele teria que se mudar para um banco bem na frente e no barulho! Boazinha eu, não?). Mas, as pernas dele não cabiam em nenhum outro espaço que não fosse naquele último banco, mais afastado. E ele sugeriu que eu dormisse no colo dele, mesmo. E eu topei (ele era meu IRMÃO!!! Foco, povo!!! Foco!!!!). Então, que, no meio da minha dormida, ele me deu um selinho e eu acordei assustada. OQUEQUETÁACONTECENDOAQUIIIIIIII???? Rolou declaração e altas confissões, mas eu não conseguia ver o cara de outro jeito que não fosse meu irmão. Afinal, melhor amigo é 1/2 irmão, mesmo, não é?

Só que o cara era insistente... E foi em casa, e conversou comigo na igreja, e mandou amigos falarem comigo, e pediu, e pediu, e pediu. Uma bela tarde, na porta da minha casa, eu resolvo falar: "-Tá bom. Vamos tentar." Onde eu estava com a cabeça nessa hora??????????????????????? (quando vocês souberem da história toda, vão entender minha pergunta). Mas, fato é que nos beijamos e... foi horrível! Sim, terrível!!! Mas, tão, tão, tão terrível que eu apelei e disse: "- Ok... isso não foi legal... vamos fazer assim... posso de beijar do jeito que meu ex me beijava e a gente vê se dá certo? Aí, você me diz o que achou...". (Meninos que me lêem: se algum dia, alguma louca, ops menina, falar uma coisa indecente dessas pra vocês, corram!!! Corram pra bem longe!!!! Fecha o parênteses). Apesar do beijo dar super certo com meu ex, com aquele novo pretendente a namorado não deu nada certo, na 1a tentativa. Nem na 2a, nem na 3a. Mas, dizem que a prática leva à perfeição, não é mesmo? Só vou dizer isso, então: perfeito! Anos e anos de prática depois, ele ainda detém a medalhe de "o melhor beijo da minha vida"! Afê! Melhor nem lembrar.... Fiquei com ele por 5 anos, até quase acabar as 2 faculdades.

Sim, eu, no auge da minha sabedoria, digo, dos meus 17 anos, decidi que seria uma boa ideia começar duas faculdades ao mesmo tempo! Direito, de manhã, e jornalismo, à noite. E como eu era uma mocinha cheia de pretensões na vida, ainda encaixei mais uns cursinhos de inglês e francês e dança, em todas as tardes livres!

O primeiro dia de aula na faculdade foi clássico: um monte de veteranos, aula de apresentação, muito pedido de moedinhas nos semáforos, bebedeira geral com os veteranos, depois, num dos barzinhos mais famosos da cidade. E que, no meio disso tudo, voltei pra casa. Cheia de sonhos, de planos, de expectativas pro futuro. Voltei de circular porque não dirigia (nem poderia), na época. Vinha sentada no fundão, assoviando para a vida! "É bonita, é bonita e é bonita". E alguém perguntou:

"- Você também é da FAC, não?"
Eu olho pro lado e tem um mocinho, também de 17 anos, magrinho magrinho, sentado do meu lado, que eu ACHAVA que tinha visto lá na classe. Ele não era enorme (como meu namorado). Não era lindíssimo. Não era líder de nada. Não chamava a atenção. Era bem tímido, na verdade. Mas, deu a sorte de que eu não era!!! Pelo contrário, sempre falei pelos cotovelos! E como estava mega namorando o moço número 4 (acima), na fase "tudo-de-bom-que-a-vida-tem-pra-oferecer", super apaixonada, comecei a conversar com o mocinho do ônibus. Zero problemas à vista! Bicho, como eu. Perdidinho, como eu. Magrinho e moreno, como eu. E desceu no mesmo ponto que eu, pois minha avó (lembram que eu morava com a minha avó?) e a tia dele, onde ele morava, ficavam perto. Na esquina da minha casa, eu ia virar e ele ia continuar ladeira acima, em direção à casa dele:

"- Então, tchau. Até amanhã."
"- Até amanhã."
"- Ah! Eu sou a Mirys."
"- Muito prazer. Eu sou o Fernando."

Cenas do próximo capítulo aqui
.

26 comentários:

Anônimo disse...

Myrissssssssss já estou ansisosa para a continuidade de sua história...conta outro capítulo hoje, pleaseeeeeee...rsrsrs

Beijos
Misla.

Anônimo disse...

eu tava no trote... eu tava no barzinho... ru tava na FAC também... ai de ti se não me citar na saga, hein?...
Beijos e bênçãos...
Anonimous Mainard
(como faço prá meu nome sair direito nesse trem? kkkkkkk)

luciene disse...

continua vai continua to comecando meus longos choros com suas historias e voce termina no meio, ja fiz toda a preparacao( obs: textos da mirys para serem lidos precisa de uma preparacao especial inicia com pegar a caixa de lenco ( especial pra mirys), respirar fundo , se arrumar na cadeira , preparar o coracao e vamos)e ai no meio da primeira leva de choro voce para sacanagemmm amiga..............

Mirys + Guigo + Nina disse...

Meninas:

Vocês são ótimas!!!!
Eu também não me aguento para escrever e ler essas histórias! E olha que já sei todas decór e salteado!!!

Na verdade, já escrevi mais três posts... mas tive que programá-los para amanhã. Ou ia ficar sem graça, não é? Para cortar o suspense, coloquei para serem publicados amanhã, de madrugada!!!! Então, na hora em que acordarem, assim que quiserem, já podem vir pra cá, ler.

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Bell E OUTROS ANÔNIMOS:

Não falei nada antes porque achei que você quisesse ficar assim. Anônima.

Mas, se quiser colocar seu nominho (eu prefiro) e não tiver uma conta de gmail, é só clicar em "nome/URL" (uma opção antes do anônimo). Daí, escreve seu nome e deixa a URL em branco mesmo, que é opcional!

Simples, não?
Mas eu também não sabia, antes de ter um blog.

Bjos e bençãos.
Mirys

Bina disse...

Que ansiedade para saber tudinho!!!
Olha, sua menina, eu sempre amei o seu jeito e sabedoria para escrever textos juridicos (por isso que foi eleita a minha super mestra), imagina essas super "aventuras" da vida real!
Meu Deus, não dá pra cansar... pelo contrario, assim como as outras pessoas, estou ansiosa para os próximos capítulos!!!

Bjs

Bina

O Divã Dellas disse...

Mirys, que lindo!!!
Ave Maria...
Fico doidinha de felicidade... Por isso que gosto tanto daqui.
Tão lindo como você descreveu a sutileza que o universo tem para fazer acontecer o que tem que acontecer...
Ai ai...
Lindo!
Beijos nesses mosqueteiros,
Cinthya

http://odivaadellas.blogspot.com

Dani disse...

Que delícia reviver isso tudo!
Vou procurar pelas cartas que me mandou nessa época, assim posso colaborar! rs..
Beijos

Mirys + Guigo + Nina disse...

Bina:

Não fui eu quem escreveu o TCC que tirou 10 com distinção e louvor!!!!

PS: a honra foi toda minha! Espero que você goste desses escritos de vida real!...

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Ci: adorei esse comentário!!!
Me senti escritora...

Bjos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Daninha:

NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOO!!!!!

Nem pense nisso!!!!!!

kkkkkk

Bjos e bençãos.
Mirys

Anônimo disse...

tambem vou acompanhar um dia voce vai saber quem sou

Camila disse...

Eu não tava no trote... nem no barzinho... cheguei um pouco depois! Amanhã entro cedinho pra ler a continuação, capriche!

Mirys + Guigo + Nina disse...

Caro Anônimo:

Ai, ai, ai... tô adorando esse mistério!

Pode acompanhar anonimamente, contanto que comente sempre, tá?

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Cami:

Prepare-se!!!
Fortes emoções amanhã!!!

E já vou escrevendo os posts de domingo...kkk

Bjos e bençãos.
Mirys

Mari Hart disse...

AMEIIII!!!!!!! Me arrepiei, gargalhei e me emocionei! Vê se pode!? Aliás, tô arrepiada até agora?! Será que é normal?! rs!

Beijos lindona! Quero mais! E tb quero saber quem é o anônimo! rs...!

Nana disse...

Ai q emocao!!! Eu quero ler tuuuuuuuuuuuuuudo!!!
Bjs e fiquem c Deus.

Dani Facundo Brescia disse...

Eu ouvi uma pare dessa história da própria Mirys, nos táxis indo pro cliente!.... E eu achava o máximo!!
Ai que delícia lê-las de novo!!
Não vou perder um capítulo!!
Beijooo!

Dayane Cavalcante disse...

Rss!!Muito bom!Ás vezes nos metemos em cada uma né..Lendo seu post me lembrei da minha adolescência e dos namoradinhos!!Rss!!Post delicioso!

Nana disse...

Oie, td b? Sou eu d novo...mais um post na area...confira qdo puder! Bjs e fik c Deus.

Mirys + Guigo + Nina disse...

Mari:

Acho muito bacana chegar no final da história, olhar pra trás, e ver que só podia ter sido desse jeito, mesmo!... Eu é que não sabia!

Deus, obrigada por me levar pelos melhores caminhos, sempre!!!

Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Nana:

Já fui (no seu blog - procurando amigos virtuais), já conferi, já comentei! ;)

E aguarde muuuuitaaaaas emoções, querida!

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Dani:

Verdade!!!
Eu + você + os caminhos para os trabalhos. Coitados dos taxistas... Deviam me achar louca!

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Day:

A ideia era essa mesma: fazer todo mundo voltar no tempo e descobrir como veio parar onde está hoje!

E também deixar essa parte da história escrita pras crianças lerem, quando quiserem, depois.

Bjos e bençãos.
Mirys

Debby disse...

Tem continuação né ? rsrsrs

Bjs
Debby :)

Alice Mânica disse...

Mirys dos céus!!!

Comecei hoje a ler a saga "Era uma vez" e já amei os dois primeiros capítulos!

Adoro o seu jeito de escrever e ir linkando as histórias, quase um RPG, hahahahah! (se meu irmão lesse isso, ia me xingar, eu não entendo bulhufas de RPG e ele é mega jogador)

Você escreve do jeito que eu gostaria de ter inspiração pra escrever no meu blog... quem sabe um dia?!

Beijos, vou continuar acompanhando!
Alice

PS: acho que, pra prolongar o prazer de ler essa história, vou ler um capítulo por dia!