segunda-feira, 14 de março de 2011

Constatações... (Diário da Mirys)


Hoje, depois de um choro (tímido, mas choro), no meio da aula de ginástica, às 7 e 20 da manhã, minha cabecinha começou a trabalhar e cheguei à algumas conclusões. Pelo menos, por hora, é assim que a coisa toda funciona...

MEU CORPO

Por mais que eu queira, que eu seja adulta, etc, etc, etc, eu não controlo mais o bichinho. Ele chora na hora em que quer chorar (mesmo que eu insista muuuuuito em pensar em outras coisas), fica totalmente anêmico às vezes - sem vontade de nada, não consegue se ligar em mais ninguém, esplode em espinhas (nas costas só! Graças a tudo!) ou descontrola o sistema digestivo, mesmo que eu viva de saladas + frutas + grãos integrais + todas as outras comidas saudáveis existentes no planeta. Ele tem vontade própria. É isso!

O CELULAR

Posso viver sem ele. Totalmente! Não podia antes... mas descobri que não era o celular que fazia falta: era alguém que ligava. Hoje, ele não toca mais. Não tem alguém que tenha o número e ligue ou mande um torpedo para dizer que está com saudades de ontem, que eu estou linda, que precisamos fazer mercado ou pagar contas ou levar filho no médico MAIS ++++++ que me ama. Então, agora, eu esqueço o celular por aí. No carro, na bolsa, na casa dos outros. A porcaria não toca e isso me incomoda muito. Por isso, não temos mais um contato diário. (OBS: meus amigos queridos, não se preocupem se eu não atender à ligação de vocês... não é pessoal! É problema meu com o tal celular. Não gosto dele por perto, paradinho, o dia todo. Sinto uma falta homérica de receber torpedos apaixonadinhos e manter o aparelho por perto me parece masoquismo! Do tipo "laláláláráláááá, eu não vou tocaaaarrrr").

O QUE FAZ FALTA

Claro que sinto falta de uma lista interminável de coisas. Mas, ultimamente, o que mais faz falta é ter alguém pra abraçar, na hora de dormir, que tenha mais do que o tamanho do Guigo (ele já está bem grandinho - com 1,30! Daqui a pouco, começa a me pegar no colo!). Sabe aquela sensação boa de pertencer à alguém, de ter com quem compartilhar ??? Então... é isso!...

SER VIÚVA FAZ PARTE DE MIM

Por mais que eu deteste (ainda) essa palavra, esse estado civil faz parte de mim. Então, vejo tudo com outros olhos. Coisas que achava belíssimas antes (pois via com olhos de fotógrafa e pensava "nossa, esse abraço desse casal, nessa luz, ficou lindo!"), hoje me parecem uma afronta. Nem sempre! Ás vezes, vejo altos beijos e nem tchuns. Talvez por ser algo exagerado... Mas quando vejo aquele amor tranquilo, as mãos dadas, o carinho no ombro, me encaixo no perfil. Só que o perfil não se encaixa mais em mim. Tem gente que fala pra começar do zero, de novo... mas, pessoal, sinceramente, nunca vou recomeçar do zero!!! Já passei por muita coisa, sei como algumas coisas funcionam e não vai dar pra fingir que nunca vivi nada antes. Tenho uma história e, daqui pra frente, vai ser assim.

AINDA NÃO SEI COMO AGIR

Nem com relação à mim, nem com relação aos outros. Tem coisas que quero, mas não sei se posso, se devo, se encaro, se aguento. Planejo algumas coisas achando que me farão bem, mas, quando chegam perto, eu dou meia volta e fico pensando "será, será, será?".
Noutro dia, alguém muito (mas bota muito nisso!!!!) querida, que passou pela mesma dor que eu, chorou perto de mim. Assim como eu. Com uma frase. 1 segundo: está bem. No segundo seguinte: chorou. E eu fiquei lá, parada. Com vontade imensa de abraçar, sem saber se devia. Não sei se eu ia querer que me abraçassem. Dá uma sensação horrorosa de pequenez!... E não quero ser pequena, frágil, quebrável. Já fui quebrada, durante um ano inteiro! Não quero isso mais... (OBS: dinda linda - te amo muito!!! Desculpe-me pela minha falta de atitude...).

SER SOZINHA FACILITA A VIDA

Agora, faço o que eu quero, na hora que eu quero, e levo as crianças comigo pra onde eu for. Deu vontade de visitar os amigos? Nós vamos. Deu vontade de ir embora da casa da avó? Nós vamos. Deu vontade de tirar o dia de folga e passear? Tudo bem. Deu vontade de comer Mc, em plena 3a feira? Nós comemos. Não preciso combinar nada com ninguém, dar satisfações, me explicar. Nos últimos casamentos dos queridos, fiquei o tempo TODO clicando e cuidando de crianças (dama e pajem, para o meu orgulho máximo!!!). Simples assim. Não jantei, não parei, não fiz sala pra ninguém, fui embora só na hora que eu quis. Cliquei, cliquei, cliquei. Sei que não seria assim se ele estivesse por aqui. Claro que eu preferia ele por aqui, mas, nesse ponto, a escolha não foi minha... então, já que me deram limões, vamos à famosa limonada!

CINEMA ME FAZ BEM

Saio leve, feliz, realizada. A-do-ro um filminho! Eu + minha pipoca!!! Quando tenho companhia, fica melhor ainda. Mas, se não tiver ninguém, vou sozinha mesmo! POrque me faz bem. Acho que todo mundo deveria procurar por uma coisa assim: que te faça bem só de estar lá, só de participar. E fazer essa coisa.

FIQUEI EXIGENTE

E muito! Já que a vida é curta e que nós escolhemos quem vai passar por ela conosco, eu fiquei super seletiva!!! Só entra quem eu achar que vale a pena (e é um montão de gente! Graças a Deus!!!). Só fica quem eu quiser por perto. Tenho até dó do "alguém" que pode ser que um dia apareça... Nem sei quem ele é, mas vai ter que ser muito bom e preencher todos os requisitos. Fiquei exigente demais...
Mas, fiquei exigente com as coisas também. Ou seletiva! Agora, tudo entra na minha listinha de prioridades e não faço o que não for absolutamente necessário naquela hora, se eu puder contar uma historinha para as crianças ou levá-los para tomar um picolé. Dá pra ser resolvido amanhã e eu tenho algo pessoal ou familiar pra fazer? Vai ficar pra amanhã! So sorry, mas a vida é assim.

EU POSSO

Eu pago as contas sozinha. Eu cuido das crianças sozinha. Eu arrumei um tempinho na agenda para entrar na academia. Eu viajo quando quero e para onde quero. Eu estudo e entrego meus trabalhos da melhor maneira possível, sem pedir a opinião do Fer sobre o texto. Eu troco pneu de carro, levo no mecânico, vejo óleo, mantenho limpo. Eu troco as lâmpadas queimadas e chamo os profissionais praquilo que não sei resolver. Eu levo e busco as crianças da escola. Eu cumpro quase todas as promessas que faço (menos visitar todos os amigos porque, como já disse, eles são muitos! Ainda bem!!) e se não der nessa semana, já me programo pra semana que vem. Eu cozinho, dou janta, janto, recebo visitas, lavo a louça. Eu sou voluntária em vários projetos e, quando não posso doar tempo (o mais importante), eu ajudo de outra forma. Sou mãe, pai, filha, amiga, irmã, madrinha, "padrinha", professora, responsável pela casa e por tudo que nós temos. E eu faço tudo isso, todos os dias, sozinha, sem criar nenhuma ruguinha no percurso. Eu posso!

EU AINDA ME SINTO INCOMPLETA

Apesar de todos os pesares e todas as conquistas, eu ainda queria muito alguém pra dividir essa vida... Mas, quem eu queria não está mais aqui...

14 comentários:

LUCIMARA disse...

POOOOOOOOOOOOOXA,MUITO TRISTE SUA HISTORIA.Sei que deve sofrer por vc e por seus filhos.Que pena...

ANA disse...

Querida,sei que deve ser muito dificil recomecar.Sei que nao e´assim,tbem escuto isso.Sao as pessoas tentando nos confortar.Mas voce tem que ser forte devido a seus filhos,e ,apesar de tudo seguir da melhor maneira possivel.Lembre da ultima frase que escreveu p mim,achei linda, e e´verdade...entregue sua vida nas maos de DEUS ,descanse NELE e ELE olhara´por vcs 3msoqueteiros.bj ANA

Mirys + Guigo + Nina disse...

Lucimara:

Antes de tudo, bem vinda! Nunca tinha te visto por aqui. Volte sempre que quiser.

Segundo: não é fácil, não, mas eu não entrego os pontos! A vida é linda, Deus tem um plano para tudo isso, meus 2 pequenos são preciosos demais e eu sigo baseada nisso.

"A dor é inevitável... mas o sofrimento é opcional!". Eu escolhi não sofrer (mais do que o necessário) e tocar a vida pra frente!

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Ana, querida: eu sei, eu sei. Você tem toda a razão! Já fiz isso (entregar minha vida nas mãos Dele e descansar) há tempos!...

Mas, também sei que por aí existem várias outras pessoas na mesma situação, que perderam seus queridos, que estão se vendo sem chão. Então, às vezes, me dá vontade de escrever sobre essas coisas, para mostrar que existe luz no fim do túnel!!! Ele é beeeeeeem longo, mas há vida feliz depois dele terminar!

Bjos e bençãos.
Mirys

Nana disse...

Ainda bem que, apesar do que aconteceu na sua vida, vc continua guerreira pra prosseguir. E ainda bem que temos Deus pra nos dar colo nos momentos mais dificieis. Sei que vc deve ouvir muito isso, mas sua historia é um exemplo de fé e superação pra todos nós. Bjs e fiquem com Deus.

Mafalda disse...

Mirys ,
Muito obrigada por este seu texto .
Relata tudo o que eu vivo desde há 4 meses para cá , eu sou uma dessas pessoas que precisa de acreditar que existe algo mais para além de toda esta tristeza e saudade .
Também tenho dois filhos muito pequenos e é neles que eu encontro sentido para continuar .
Muito obrigada por estas palavras , mesmo .

Mafalda

Glaucia disse...

Miriane,

Vc não deve lembrar de mim, mas trabalho lá na pwc, Glaucia, secretária no gif e soube do seu blog pela Adriana... adoroooo... tenho uma admiração mto grande pela sua forma de educar as crianças e de enxergar a vida, apesar de todos obstáculos. Estou sempre aprendendo e torcendo por vcs. Beijos aos 3...

Anônimo disse...

Myris...
Sem dúvidas, todos que passam por aqui possui ADMIRAÇÃO por vc. Embora sofra (claro, além de tdo, vc é um ser humano), vc é forte, muito forte. E, as duas crianças lindas que tem, certamente Deus as enviou para te dar as forças necessárias. E, o amor, ah o amor aquele de homem e mulher ele está chegando....e, creio que logo vc já estará pronta para viver uma nova história.
Se apegue cada dia mais em Deus, e uma nova página será escrita ;)
Um beijo para vc, para o guigo e nina. Família a ser admirada.
Beijossssss
Misla.

Liliane Arend disse...

hummm, não consigo ser 'Polianna' nessas horas .... oq se tem a fazer é viver e passar por esses momentos ... tudo tem o seu tempo e cada pessoa tem o seu tempo.
se me permite a intromissão, apenas viva a sua vida no seu tempo. Vc tem demonstrado, pelo oq leio aqui no seu blog maravilhoso, que és uma mulher de muita força e do bem, merece ser feliz e voltará a ser feliz por completo!
um beijo no coração com carinho
Li
londrescomfilhos.blogspot.com

Mirys + Guigo + Nina disse...

Nana querida:

Não é a minha história... é a história que Deus escreve, através de mim. É Ele quem dita as regras! Eu só sigo o caminho...

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Mafalda:

Bem vinda ao Diário!
E muito obrigada você, por nos ler e nos deixar um comentário tão especial!

Escrever foi uma forma que eu encontrei de (1o) me registrar para os meus filhos (vai que eu fosse embora, também? Nunca se sabe...) e de registrar o Fer, e (2o) de desabafar. Que bom que Deus consegue tirar coisas boas do meio de tudo isso...

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Gláucia:

É CLA-RO que eu me lembro de você!!!! Como vai garota? Bem vinda ao Diário!!!

PS: dê um beijo enorme na Drics por mim, please?

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Misla:

Minha oração no quesito "homem e mulher", como você colocou, é QUANDO e SE.

Quando Deus quiser.
Se Ele quiser.

Porque, eu, por mim mesma, não sei não.... kkk

Bjos e bençãos.
Mirys

Mirys + Guigo + Nina disse...

Liliane:

É claro que permito a "intromissão" (que não é intromissão nenhuma! Fui eu que toquei no assunto, não fui?)! Aliás, adoro saber a opinião dos outros. Quem sabe alguém me dá uma ideia brilhante???

Obrigada pelas palavras bacanas.
E vamos esperar para ver se vai rolar essa completude... de novo... seria bom demais pra ser verdade, mas... tomara!

Bjos e bençãos.
Mirys