terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Andando no shopping (Diário da MIrys)


Está "todo mundo" na casa da minha mãe, de novo. Pelo menos, a maior parte dos 10 irmãos e mais os cunhados. A-do-ro final de ano! A casa vira aquela imensa reunião de família, temos jogos de cartas, temos muita coca cola, temos frutas e mais frutas, temos novidades colocadas em dia. De vez em quando, temos cinema. Mas só quando os primos de longe não vem.

Foi o caso, nesse ano. O natal foi "só" a gente, mesmo: papai + mamãe + 10 filhos (8 porque duas moram fora) + cunhados + sobrinhos + vovó + titios (2) de Jaú + tios (2) daqui de pertinho + 1 prima. Pouca gente para o nosso costume.

Então, que o Math - meu irmão - resolveu "invadir Bauru". Me ligou e disse isso mesmo: "Mirys, decidimos invadir BAuru. Você pode ir ao shopping comprar 8 ingressos para o cinema 3D?". Posso!!!!! Claro que posso!!!!!

Amo taaaanto cinema, que vou até sozinha. Costumava brincar, antes, de que não tinha companhia melhor para uma sessão de cinema do que um pacote gigante de pipocas. Na verdade, tinha sim... E eu já sabia. Mas a brincadeira era divertida, na época.

Lá fomos eu e o meu cunhado (irmão do Fer) comprar os ingressos.
O cinema é no andar de cima do shopping.
Pegamos a escada rolante.
Fomos subindo, subindo e as pessoas do 2o andar começaram a entrar no meu campo de visão.
E bem ali, no topo da escada, tem um quiosque de tortas e sucos.
E bem ali, no topo da escada, tinha um moço moreno, magro, alto, de costas, com uma blusa vermelha do SPFC igualzinha à do Fer.
Eu poderia jurar que era a blusa que está guardada lá em casa (as únicas coisas que eu não deixei à disposição de ninguém foram os instrumentos e as blusas do São Paulo).

Foi questão de 1 segundo ou 2. Mas o coração parou! A boca secou. Os sons e barulhos emudeceram. A cena foi em câmera lenta... Mas o moço virou a cabeça e olhou por cima do ombro e eu vi que aquele rosto eu não conhecia. Era parecido, enganava, mas não era o "meu"...

Depois, ficou uma sensação boa de "eu quase vi o Fer, hoje!..."

2 comentários:

Turquezza disse...

Você "vê" em pensamento, isto jamais tirarão de você. Que bom que tem essa "famílhona" ahaha é divertido !!!!!!!
Beijos querida.

Anônimo disse...

chorei!
Pude sentir no meu coração a mesma sensação que vc teve!
Não sei nem o que dizer, apenas senti no canto da boca, o gosto salgado de uma lágrima...e no coração um aperto.