quinta-feira, 3 de maio de 2012

Lobo mau light! (Diário do Guigo)

(POST DE 2005 OU 2006, ESCRITO QUANDO EU TINHA 1 ANO E 1/2. MAS A MAMÃE CONTINUA A MESMA... E EU? EU FIQUEI, MESMO, LIGHT! RSRS)

É... em época de comida light, bebida light e até de político light, minha mãe descobriu que ela conta estórias lights, para mim. E eu A-DO-RO esstórias!!! Gosto de “ler” meus livros, de ouvir um CD de contos, de ouvir esstórias para dormir, de inventar estórias com pedrinhas (elas sempre dão um bom castelo, uma sobre a outra) ou com carrinhos ou com bichinhos. Aqui em casa, todo mundo “fala”, como se fosse em uma estorinha: os meus bichos de pelúcia, a minha coleção interminável (e amadíssima!) de carrinhos, o meu cadeirão, as panelas da mamis, os jogos do papis, tudo mesmo!

Com minha mania de estorinha, a mamis ficava inventando algumas o tempo todo. E, num desses momentos (mais precisamente, na minha primeira viagem sozinho com a mamis, aquela em que nós fomos para Mogi, com meus avós), quando a mamãe contava a estória da Chapeuzinho Vermelho, a vovó virou para o banco de trás do carro e falou para a mamis: “-Que estória é essa? Seu lobo mau é vegetariano? Preciso ouvir como você conta estas estórias para que ele não estranhe quando eu resolver contar uma do “jeito normal”....”

É que na Chapeuzinho Vermelho da mamãe, versão light, o lobo mau não mata ninguém. Nem come. Ele só quer saber da cesta de docinhos!!! Ah! E o caçador também não atira no lobo. Na verdade, até a vovó fazer essa pequena observação, o caçador da mamis não tinha nem arma!!! Era só ele aparecer e o lobo... vupt! Como dizia a mamis: “aí, o lobo, que morre de medo do caçador, vupt, saiu correndo”.

Quem estiver se perguntando: “e como vocês tiram a vovó de dentro da barriga do lobo, se o caçador não o mata?”, pode ficar tranquilo. Na versão light, o lobo não come a vovozinha, ela a joga dentro do guarda-roupa (“blam”) e fecha a porta (“plá”). Depois que o caçador entra na casa da vovó (e o lobo sai correndo), fica fácil encontrar a vovozinha... é só abrir o guarda-roupas!!!!

Acho que a mamis gosta de ver o lado bom (ou, pelo menos, “menos mau”) das coisas e das pessoas... e quer que eu seja assim também. Talvez, ela faça isso, mesmo inconscientemente! Afinal, para que ter medo de certos animais ou pessoas, se todas eles podem ser (pelo menos, na teoria) bons sujeitos????

Bjos e bençãos

Guigo + Helena + Caramelo + mamis + papis

PS: agora precisamos acabar esse diário e entrar na internet, pois eu já estou aqui do lado da mamis, pedindo há uns 10 minutos: “mamãe, eu quero um pouquinho de messenger!”. DURMA COM UM BARULHO DESSES!!!

2 comentários:

Nana disse...

Kkkkk...lá vamos nós com o lado poliana da mamãe né?! Voltei com mt novidades, passa no meu cantinho qdo puder. Bj e fk c Deus.

Kinha disse...

kkk, gostei da "lightzada" que a mamis deu na história, hehe