sábado, 14 de agosto de 2010

Fortes e corajosos!!! (Diário da Nina)


Oi galera!

O final de semana chegou e nós... ficamos por aqui! A mãmi queria curtir a casa nova, nós dois, brincar com a gente, cozinhar, levar pra passear, receber nossas primeiras visitas (êh!!!! Tio Emanuel, tia Adriana, Afonso e Maria Clara - minha nova "melhor amiga"!!!).

E ela tinha também que... levar a gente pra tomar vacina!!! Como era dia de campanha da gotinha, ela começou a nos preparar, dizendo que quem se comportasse direitinho, não chorasse, e abrisse bem a boca pra enfermeira, iria poder escolher uma coisa. Nós dois escolhemos, juntos, "-almoço no Mc!!!".

A mãmi topou (até porque ela JÁ sabia que a gente não ia tomar só a gotinha... a gente precisava da segunda dose da H1N1 - aquela contra a gripe perigosa - que era de injeção!!!).

No sábado de manhã, acordamos, lemos muuuuuitaaaas histórias, deitados na cama da mãmi, debaixo do cobertor, tomando os leites (o meu, sempre quente; o do Guigo, sempre gelado). Depois, fomos para o jardim do prédio e jogamos "tênis" com raquetes de frescoball (pois o Guigo precisa praticar!). Felizes e contentes nos arrumamos e fomos "tomar a gotinha" e, depois, para o Mc!!!! Yupi!!!!!

Chegamos no postinho e eu disse: "-mãmi, vou gastar meu estoque de choro - buá, buá, buá. Pronto, mãmi. Agora, não choro mais!". A mãmi apresentou as carteirinhas, a moça mandou a gente sentar e pingou DUAS gotinhas na minha boca (me senti tão adulta!!! A mãmi tinha dito que seria só uma!) e... quase vacinou o Guigo também, mas a outra enfermeira disse correndo: "o menino, não! Ele já fez 6 anos!".

Daí, ela devolveu as carteirinhas pra mãmi e mandou a gente ir pro final do corredor. Mãmi foi, pegou uma senha para cada um ("-eu já sou grande! Quero minha senha! Eu tomei DUAS gotinhas!") e ficamos brincando esperando o tempo passar. A mãmi ia fazendo uma festa com tudo. Dizendo que todo mundo queria ver a nossa carteirinha, se estava tudo em ordem, que agora a gente estava numa cidade nova, com enfermeiras novas, postinho novo, a gente precisa se apresentar!

O plano da mãmi deu certo... até os 47min do segundo tempo. Quando a criança anterior a nós entrou (uma menina de uns 8/9/10 anos), ela gritava TAAAAAANTO, que dava pra ouvir, mesmo com as portas fechadas. Todas as crianças do corredor começaram a ficar assustadas... E ela gritava e gritava. Saiu da sala batendo (????) no pai, mesmo estando no colo dele, e berrando no ouvido do pobre ser. O Guigo, com a maior cara de assustado, lançou: "-mãmi, a gotinha dói tanto assim? Eu vou ter que tomar dessa que dói?" "-filhote, eu não sei o que a gente vai precisar tomar... vamos esperar pra ver, conversar com as novas enfermeiras que vão cuidar da gente, está bem?" "-está bem, mãmi (ela A-D-O-R-A quando ele fala está bem!). Acho que aquela menina só estava com saudades da mãe dela, mesmo, viu Helena..." Meu irmão não é o máximo?

Só que a gente entrou na sala, super comportados, distribuindo bons dias para todas, contando que éramos novos na cidade, tãããão gentis, que a enfermeira chefe chamou minha mãe de lado, abaixou a voz e, quase pedindo desculpas por ferir crianças tão meigas, disse: "-ai (juro, ela suspirou!!!), olha, o Guilherme precisa da H1N1, da de febre amarela e de XXX (a mãmi não se lembra) que ficou faltando, lá no postinho onde vocês iam. Já a sua menina, vai precisar da H1N1 e de mais uma. Tudo bem?" Tudo bem????? Tudo bem????? Alguém já viu uma enfermeira perguntar isso para uma mãe???? FINÍSSIMO ESSE NOSSO NOVO POSTINHO!

Para o nosso azar, a mãmi respondeu: "-se tem que fazer, vamos lá." Então, chamou o Guigo e começou a conversar com ele. Explicar. Claaaaaaaaaaaro que ele não queria saber de injeção nenhuma!!!!! Mas, foi. Um lord, esse menino. Sentou no colo da mãmi, a abraçou, ela segurou um bracinho dele com a mão esquerda, cobriu o rosto dele com a mão direita, começou a cantar uma música bem baixinho e, ele chorando, tomou a abençoada agulhada. Depois disse, chorando: "-tudo bem, mãmi. Nesse braço tudo bem." E a mãmi teve que dar a má notícia de que tinha outra... Ele chorou mais! Ela explicava que era só o susto, que não doía depois (lembra da 1a?), que era só a picadinha. Mas ele não queria, claro. Porém, alguma criança ganha uma discussão nessa hora??????

Ele tomou a segunda picada, tudo igual (mãmi segurando e cantando, enfermeira chateadíssima de picar uma criança tão fofutcha, eu chorando e querendo protegê-lo, outras enfermeiras admirando). Tudo igual, só que do outro lado. E ele sacou um: "tudo bem, mãmi. tudo bem. Nesse braço E nesse braço, tudo bem." E ela disse que teria mais uma, desta vez, no bumbum. Ele se encostou nela e não queria virar! Então, ela disse: "-Guigo, olhe pra mim. A mãmi não mente, não é? Se eu falo que a enfermeira não vai aplicar a vacina, agora, ela não vai! Pode olhar pra mim!" (o que ele não sabia era que a enfermeira tinha falado para a mãmi "pode conversar com ele, que eu espero", por mímica labial. Daí, ele concordou e virou pra enfermeira: "-tia, mas vai doer?" E ela respondeu: "-meu lindo, sua mãe disse que adulto não mente, então a tia não vai mentir pra você. Você vai sentir uma picadinha, mas é só isso, tá? A mamãe vai te segurar para você não se virar e se machucar"... Pobre Guigo...

Daí, foi a minha vez. Tudo igual. Dos dois lados. Conversa, explica, segura, vira o nosso rostinho e canta... Como a mãmi se impressiona se ELA olhar, ela não deixa a gente ver. Vai saber... Só que, na segunda vez que ela fez isso comigo, acho que o estoque de músicas acabou e ela só ficou cantarolando: "-eu te amo, eu te amo, eu te amo...". Quando percebeu, as outras enfermeiras estavam todas olhando pra ela. Acho que pensaram que ela era louquinha, louquinha, coitada! Ela lá, maltratando a pobre filha, indefesa, de 3 anos, com 16 kilos e cantando "eu te amo"! Mas, a mãmi sabe que eu entendi...

Acabado todo o processo, as enfermeiras (TODAS!) nos elogiaram e ficaram conversando conosco. Realmente, a gente só chorou do susto. Aplicou, a gente parou de chorar. Acho que era mais medo, mesmo...

Daí, do nada, eu virei pra mãmi e perguntei: "-mãmi. A gente se comportou, não foi? A gente pode ganhar brinquedo E sorvete, no Mc, hoje?" (é que a mãmi diz pra gente escolher OU promoção com brinquedo OU sorvete de casquinha, pra gente aprender a controlar o dinheirinho). Ela disse: "-claro, filhota!!!". E todas as enfermeiras disseram, em coro: "eu também quero!". Será que era o Mc ou uma mãmi maluquinha como a nossa?????

3 comentários:

Léia disse...

Estou muito orgulhosa de todos vocês!!! Sei que não deve ter sido nada fácil para nenhum dos três! Um beijo enorrrme.

Mariene disse...

Acho que as enfermeiras queriam ter filhos lindos como vcs!!!
Beijos mil :)

Fernanda.feola disse...

Guigo e Helena: vocês estão de Parabéns!!
O Mateus tomou 5 vacinas nesta ultima semana (só duas eram de gotinha), e se comportou super bem também (chorou só com as picadas). Espero que ele se comporte como vocês quando estiver mocinho! :)

beijos!
Tia Fefê