terça-feira, 16 de outubro de 2012

Hora H 16 - Do jeito que você quiser começar, continuar e concluir (Diário da Mirys)



Claro que eu não li as catoooooorze mensagens do H, antes de responder! Era muita coisa e eu fiquei preocupada. E se tivesse acontecido algo? Pois, tudo bem... nós éramos amigos... nós trocávamos mensagens... nós conversávamos sobre a vida... mas CATORZE? Tinha que ter acontecido algo, tipo assim, maior! Então, eu li uma, duas, três e resolvi mandar um torpedo perguntando se estava tudo bem (explicando que eu não tinha respondido durante a noite porque tinha cochilado, enquanto colocava a Nina pra dormir). E continuei lendo, enquanto esperava a resposta dele.

A última mensagem das 14 que ele tinha me mandado, naquela madrugada, falava assim: “eu realmente devo ter perdido completamente a noção de tudo! Espero que você só veja esta mensagem de manhã, pois já passam das 4am! É que eu, como que por insanidade, queria saber se e somente eu que não consigo parar de pensar em você! Damn!”

MEUS SAIS!!!!
Eu lia o que eu lia???
Na dúvida, eu relia. Relia, relia, relia. Pra tentar me convencer de que eu, realmente, lia o que estava escrito pra mim. E quando eu estava quase me convencendo, chegou a resposta dele...

Obviamente envergonhado por ter me mandado tantas mensagens num horário em que pessoas com trabalhos normais estariam dormindo (ele é piloto de aviões e não tem horários normais pra nada = dormir, trabalhar, almoçar...). Envergonhado por ter escrito certas coisas, que ele nunca tinha me falado antes. Talvez com receio porque eu não tinha dado uma resposta imediata e positiva pra ele... então, ele deu um passo atrás.

Disse que estava tudo bem com ele, sim. Que ele só tinha saído com alguns amigos, tinha lembrado de mim, quis conversar, não estava com sono à noite e resolveu tentar contato comigo. Pediu desculpas por ter mandado tantos torpedos e... só.

PUTZ! E agora? Eu fingia que nada tinha acontecido e continuava amiga? Eu ligava e conversava? Eu encarava que ele estava querendo ficar comigo e passava a trata-lo como uma possibilidade? Mas... ELE ERA O H!!! Eu o conhecia, eu conhecia a família dele, eu conhecia os amigos dele, eu conhecia os filhos dele, eu considerava o cara inatingível, eu não conseguia assimilar que ELE queria sair comigo! Um monte de gente já tinha me alertado sobre isso, nos últimos meses (até minha prima e minha cunhada), mas eu nunca tinha visto nada de “suspeito” na nossa amizade... e, de repente, bum! E eu fiquei pensando desde quando... como... por que...

E reli os dois últimos torpedos. E tive que escolher: aceito e encaro de frente que ele está interessado OOOOOUUUUU fico com a segunda mensagem de que era só um amigo mantendo contato. Qual??? Qual??? Qual???

Na dúvida, não fiz nada! Típico...
Não respondi, não procurei, não telefonei, não fiz nem um sinalzinho de fumaça. Na-di-ca! Sabe criança quando quebra o vaso preferido da mãe, junta tudo num cantinho e coloca um brinquedo em cima pra disfarçar, esperando que ninguém veja? Pois é... sou eu! Coloquei o celular de lado, me ajeitei na cadeira e comecei a trabalhar. Compulsivamente! E toda vez que o abençoado tocava, eu pulava! Vocês podem imaginar o quanto a minha colega de sala riu nesses dias, porque eu troco torpedos com toda a minha família (9 irmãos + cunhados + pai e mãe) e com alguns amigos, sempre. Então, era um toque e um pulo, um toque e um pulo, um toque e um pulo. Ainda bem que alguém inventou computador porque se eu escrevesse relatórios à mão, teria que refazê-los vááááárias vezes...



Mas eu sou bem boa nessa coisa de fingir, de esperar passar... E alguns dias se passaram. E o H tentou contato, de novo. Coisa boba, de amigos. O pico da ansiedade tinha passado e eu pensei: “ok Miriane, sua boba. Ele quer ser SÓ seu amigo, mesmo, viu? Disfarça que você achou que eeeeeleeee pudesse estar interessado em você, sobe no salto e continua a vida! Responde como se você nuuuuunca tivesse pensado um absurdo desses.” E eu respondi. Coisa boba, de amiga. Era noite e a gente acabou trocando inúmeros torpedos (porque eu não tinha nenhum relatório pra fazer, oba!), até que:

“E o namorado, como vai?”
“Eu não tenho namorado, já te falei.”
“É verdade... eu esqueço. Vocês só saem. E o ‘não namorado’, como vai?”
“Na verdade, nem é mais ‘não namorado’. Nós conversamos e vimos que não queríamos levar a coisa toda pra um outro nível. E pra mim não dava pra continuar como estava. Então, a gente seguiu cada um pra um lado.
“Não tem mais ‘não namorado’???”

E antes que eu pudesse responder que eu ainda conversava com o moço, que ele não queria ficar mas também não queria partir, toda aquela confusão típica de finais de relacionamentos, o H pensou que eu estava sozinha. E, eu estando sozinha, ele podia agir! E eu recebi esse torpedo:



"Miriane, aceite namorar comigo. Do jeito que você quiser começar, continuar e concluir."

Cenas do próximo capítulo aqui.

.

22 comentários:

Rafaella disse...

Que lindoooooo Mi...
Ele estava apaixonado mesmo por vc!!
Que fofo..
E ai o que a doninha ai respondeu ;)?
Bjs

Tami Fonseca disse...

Que lindo...

Débora disse...

Ai que lindo!!!

Patricia disse...

Uau!! to gostando cada vez mais! rs

Sheila Mendes disse...

Mirys, vc é muito difícil, rsrsr
Ainda bem que o H foi muito persistente!!!
Acho que lembro-me desta mensagem!!!
Bjos.

Ps. manda logo o outro capítulo, rsrs.

Ilmara disse...

Ai, ai...que lindo.
H 17, please!!!
Bjo.

Fernanda disse...

Ansiosa para saber sua resposta!
Históra de amor é sempre tão linda!
Beijos

Priscila disse...

aaaaaaaaaaaa!!!!curiosidade nível infinitum, rsrsrrs...sou daquelas que qdo começa ler um livro, nao pára até terminar. Linda história. Bjos, Priscila

Anônimo disse...

Curiosissima para saber como termina essa história, escreve logo o proximo capitulo.+)

Anônimo disse...

que romantico.
Beijos

Anônimo disse...

Que legal!

Esperando ansiosa o próximo capítulo.
Entro pelo menos 2 vezes por dia no blog para ver se vc postou mais capítulos. rsrs

Liliane Arend disse...

afe ......
esperando os proximos capitulos
Li
londrescomfilhos.blogspot.com

Claudia disse...

Nossa quanta emoção!!!! Conta mais...

Mônica Japiassú disse...

Isso aqui tá melhor do que Avenida Brasil! (ou Carrossel, no caso aqui de casa! Hahahahah!)

Essa história toda vai direto para a publicação de um livro, quando vc terminar de escrever, né?

B-jão!

Nana disse...

Até que enfim......

Thais Markevich disse...

Que fofo este H.!!!!!!!Eu também não resisti quando recebi um pedido formal de namoro 21 anos atrás...

Lidy disse...

Ansiosaaaaaaaa..ehehe...

To amando isso aqui...

Beijos!

Fernanda Dionisia disse...

Que lindo,ainda bem que ele mandou o torpedo antes de vc continuar falando do "Não namorado" S2
o H é um bom investidor que independente das circunstâncias continuou investindo em vc...
bjsssssssssss e felicidades

Andréa Cabral de Oliveira disse...

Olá Miriane,
Eu acompanho seu blog há tempos.
Choro horrores com sua historia de vida, mas também dou várias gargalhadas.
Estou aqui em cólicas esperando o próximo capítulo, se vc vier com esse papo de não sei se ele quer algo comigo, vou gritar bem alto daqui, acooooooorda mulher, o cara tá caidinho por vc.
Beijo grande e boa semana.
Andréa Cabral

Anônimo disse...

Miry's, parabéns, vc é maravilhosa!!!!!!
E a maneira como redige seus textos é demais.....
Tem que publicar logo um livro amiga!!!!
Muito feliz por vcs, sempre....
Bjos nesta linda familia!!!!!
Pat

Morena disse...

AI MEEEEEEEU CORAÇÃO!!!
Coisa linda de Deus isso!!!
Muito amor, pediu e recebeu! Louca para ver como continua!!!

Beijos saltitantes
Boa semana

Megs disse...

que delicia viver tudo isso de novo............ sendo novo............ que tudo.......... bjs