segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

A versão deles - Ser pai é uma missão! (Diário do Woltony)


Amigos: que tudo!!!! Um grande amigo me escreveu e contou um pouquinho dessa versão masculina de ter filhos. Como ele me permitiu, compartilho com vocês. Se alguém quiser saber mais um pouco dele, leia aqui.

É difícil explicar o que é ser pai ou mesmo essa experiência de ser pai sem ter a Luciana ao meu lado. Nunca tive problema em fazer as coisas práticas de cuidar de uma criança e confesso que gosto muito de fazer. De fazer a comidinha a trocar as fraldas, curto fazer cada coisa. O que mais sinto é a responsabilidade do exemplo. Saber que eles vão olhar para mim e me terão sempre como um espelho. Antigamente isso até me preocupava, mas um dia me falaram para eu confiar um pouco mais em mim e no que Deus estivesse me mostrando. Assim, a cada dia eu procuro dar o meu melhor para eles e peço que Deus sempre os guarde.

Tem dia que paro e penso em como fazer tudo isso sem a Luciana. Agora me chamam de pãe (acho que deve ser a mesma coisa com você né), mas não tenho a pretensão de ser a mãe deles. Eu penso em dar o carinho que a Luciana daria, mas para mim o lugar dela é insubstituível.

Para mim é uma verdadeira alegria e honra poder ser pai, ainda mais de duas crianças tão lindas. Ser pai para mim é uma missão e talvez um dos maiores motivos para seguir adiante, para tocar as coisas adiante.

5 comentários:

Carol Passuello disse...

Já tá lá!!!
Se quiser, põe aquele selinho da postagem!!
Bjs

Dayane Cavalcante disse...

Me arrepiei...sem palavras...

Nana disse...

Ta ai um blog q passei a ler por sua causa, Mirys... A historia da Luciana e do Woltony eh maravilhosa e é mais um exemplo de superação diária q deve servir de exemplo pra todos nos... muito legal essa sua ideia de blogagem coletiva. Bjs e fiquem c Deus.

Nana disse...

Tem selinho no blog pra vc. Passa lá. Bjs e fik c Deus.

Mirys + Guigo + Nina disse...

Nana: não sabia que você também era da blogsfera, garota! Com DOIS blogs, por falta de um!... Chiquérrima!

Já peguei meu selinho. E te mando outro abraço!

Bjos e bençãos.
Mirys