quarta-feira, 23 de novembro de 2011

No altar - parte II (Diário da Nina)

Naquela tarde, eu voltei no assunto do meu casamento com a mãmi. Que eu queria que ela me levasse para o altar (já que o papai não está mais aqui...). Desta vez, ela respondeu: "- Claro, filhota! Claro que eu levo!"

Então... eu mudei de ideia.
"- Mãmi, se bem que... acho que eu posso entrar no meu casamento com o seu segundo marido. Porque você prometeu, lembra? Que ia ter um segundo marido..."

Lá foi a minha mãe ficar muda, de novo!...

6 comentários:

kaci disse...

Querida Mirys!
Pesei em muitas coisas para comentar nestes posts mas...
Acho melhor não dizer apenas que:
Seus filhos são maravilhosa bençãos que você recebeu!
Seja muito feliz!

Nanda disse...

Esses pequenos são tão precoces, aliás, eu diria, sensíveis... Bem mais que nós! Como são forte, como são resilientes! Lindos, seus filhos.. Saudades daqui, querida, estive ausente, mas pretento voltar com mais frequencia...
Bjs!

Liz disse...

Oi querida! Sabe que ler isso lembrou o meu casamento. O padre pediu para eu entrar com o meu pai e com a minha mãe. Ele disse que as filhas não são criadas só pelo pai e que ambos ou qualquer um dos dois podem levar para o altar! Beijo!!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Nina, menina querida e muito fofinha. Isso mesmo. Ensine e incentive sua querida Mãmi seguir o projeto que Deus reservou para ela.
Se, "por acaso" você encontrá-la (rs), diga que o Manô mandou um beijo pela inteligente decisão dela.
Um beijinho no seu coração com muitas bençãos.
Manô.

PAULA disse...

Eu e o Eduardo (mais eu do que ele) imaginavamos que fossemos levar ela para o altar, nós dois juntos. Ele não está mais. Mas, se eu estiver, vou fazer questão de entrar com ela. Talvez seja um "mico", mas vou pagar esse mico com prazer. Ela eu não sei, mas vou insistir nisso até o fim. Eu vou criar e eu vou entregar (isso é muito machista, mas é verdadeiro). Eu gostei muito de ter um marido, um amor. Acho que não vai ser muito diferente com ela. É muito bom AMAR.
Paula.

Gigi disse...

Criança é mesmo uma delícia! Como são espertas essas coisinhas!