sexta-feira, 6 de maio de 2011

Porque eu escrevo um blog - by Mirys

Na semana passada, um grupo que me deu a honra de fazer parte (as blogueiras unidas) começou a discutir sobre blogs: como escrever direito (sem destruir o português), como retribuir os comentários, como mantê-lo na net (pois alguns são apagados), como, como, como. E alguém lançou a pergunta: "por que?". Por que todas nós escrevemos um blog? O que nos leva a perder minutos (às vezes, horas) do nosso dia para postar algo na internet... e lançamos a blogagem coletiva.

Desde então, eu penso... por que?
Mas, na verdade, eu já sei.

Escrevo um blog porque gosto de escrever! Adoro escrever, adoro me comunicar, adoro interagir com pessoas. Adoro pessoas! Não comecei com essa intenção, é bem verdade, mas acabei mantendo o blog por causa disso.

Tenho um blog porque adoro histórias! Histórias da vida real, então, me fascinam!!! Sou capaz de assistir a um filme péssimo, até o último segundo, só porque, no começo, alguém colocou "baseado em fatos reais".

Faço o blog porque eu não sou eterna (esse é um dos verdadeiros motivos para eu ter começado esse blog). E quero que as crianças saibam que eu as amava muito. Que curtia cada minuto com elas. Que empolgava nas nossas brincadeiras e adorava nossas aventuras. Porque eu quero que elas saibam, "por mim", como eu era, o que eu pensava, o que eu sentia, como me relacionava com Deus e como eu queria que elas também tivessem esse vínculo com Ele... Vai que eu não esteja mais aqui, amanhã? Não é o meu desejo, mas é uma possibilidade (aprendi da maneira mais difícil que "não estar aqui" É uma possibilidade).

Escrevo porque foi e continua sendo terapêutico! Aqui eu conto sobre como eu me sinto, sobre as loucuras de viúva, sobre as saudades dos que já não moram mais conosco. Aqui eu posso chorar. Ou rir. Ou tirar sarro de mim mesma. Ou me sentir feia, desinteressante, chata, gorda, magra, mal vestida, "um pacote completo", a última pessoa para quem um outro olharia. E vocês podem, simplesmente, não ler, se não quiserem. Mas, alguém sempre lê... e comenta... e me manda um e-mail... e me ajuda, de alguma forma.

Mantenho o blog porque descobri que ele também pode ser terapêutico para outras pessoas. Diferentes de mim. Com dores diferentes das minhas. E que, de alguma forma, ainda misteriosa demais pra mim, os meus textos podem acabar ajudando. Talvez porque elas não se sintam mais sozinhas... ou pensando que são as únicas a sofrerem nesse mundo. Talvez porque a nossa história as ajude a colocar a delas em perspectiva. Tanta gente me escreveu contando que, hoje, tem uma atitude mais positiva em relação à vida, ao cônjuge, aos filhos, aos amigos, aos colegas de serviço por causa dos textos que leu aqui (gente, isso pra mim ainda é um mistério! Porque não acho que sou "modelo de vida" pra ninguém... sou só eu...), que eu me senti impelida (e motivada) a continuar escrevendo.

Porque a vida é pra ser dividida: nas alegrias e nas tristezas. Sempre! Porque a alegria se multiplica, se espalha. E a tristeza, dividida, fica mais leve... Por isso vocês encontram coisas tão aparentemente desconexas aqui: filhos, viuvez, reforma de casa, notas de escola, solidão, comidas boas, viagens sensacionais, amigos queridos, família. Porque a vida não se resume... eu não me resumo. Nem você deveria! Sou muitas coisas diferentes, tudo ao mesmo tempo. E que bom que é assim! Quando um lado está balançando... a gente corre pro outro lado!!!

Escrevo porque estava escrito antes "ide e pregai". E esse foi o jeito que eu encontrei de fazer isso. Pela internet, eu vou. MOstrando que eu não sou perfeita (longe disso), que não estou 100% do tempo feliz e saltitante, que também erro como mãe. Mas que tenho um Deus maior do que toda a minha imperfeição, que me ama mesmo assim. E que você também pode ter esse Deus. A vida com Ele faz mais sentido (mesmo que, às vezes, você não consiga ver isso. Mas isso é só o nosso ponto de vista).

Continuo com o blog porque estou absolutamente apaixonada por alguns amigos que fiz no mundo virtual e pretendo continuar a fazê-los! Pessoas super bacanas, fantásticas mesmo, que eu não teria conhecido "ao vivo" porque elas moram longe de mim. Mas, estão sempre à distância de apenas alguns cliques, algumas palavras, um comentário meu lá ou deles aqui.

Mas... o motivo maior porque escrevo esse blog, vou atrás dos textos antigos (comecei a escrever quando o Guigo estava pra nascer), ilustro com fotos, "perco" meu tempo atualizando... é porque, nos textos, as pessoas são eternas. Sempre que eu quiser, quando a saudade apertar, eu posso voltar aqui e reviver a minha história. Eu eu demorei dez dias para perceber isso...

Bjos e bençãos.
MUITO, MUITO, MUITO OBRIGADA por todos vocês que perdem seu tempo passando por aqui, lendo o que a gente escreve, comentando (a-do-ra-mos!), sentindo com a gente, se importando conosco, vibrando com cada vitória, tornando nossos dias mais especiais! O meu eterno e imenso muito obrigada!!! Vocês são o máximo!

Mirys

SE VOCÊ ESTÁ PARTICIPANDO DESSA BLOGAGEM COLETIVA, DEIXE SEU LINK AQUI, NOS COMENTÁRIOS, QUE EU DIVULGO!

SE VOCÊ SABE DE ALGUÉM QUE ESTÁ PARTICIPANDO, POR FAVOR, ME DEIXE O LINK DO PARTICIPANTE, TAMBÉM, AQUI NOS COMENTÁRIOS!

Bia e o seu "morda a língua". A visão de uma jornalista
Cris Aguiar - aqui e aqui
Ana - mãe dos gêmeos Henry e Enzo
Monica - na blogsfera desde 2003
Ana - quase um moleskine
Ly Mello - inspiração sempre!
Mari Hart - a minha amiga de 1000 tentáculos!
Nana - amiga virtual e real
Santinha - do "casas possíveis"
Ro - a gata que mia, divertida e teatral!
Dani Moreno - uma moça de família
Alê - do Recanto das Mamães Blogueiras, em sua 1a blogagem coletiva
Margarete - sempre inventando coisas lindas
Fabi - que recicla e decora
Cami - do lindíssimo "casa com detalhe"
Juju - a polivalente! que você também encontra aqui (sobre móveis e decoração), aqui (sobre ela), aqui (sobre fotos e fatos), e aqui (uma coletânea). O texto é igual, mas os blogs (todos!!!) merecem a visita!
.

31 comentários:

Ana Beatriz Santos disse...

Eu postei a minha resposta no Morda a Língua! passa lá depois! bjs!

Ana Beatriz Santos disse...

http://mordalingua.blogspot.com/2011/05/por-que-eu-tenho-um-blog.html

Dayane Cavalcante disse...

Ameiiiiiiiiiii o post!!!!

Nana disse...

Minha linda!!! Seu texto - pra variar ne?! - está imbatível. Vamos combinar q explicar a nossa paixao pelo nosso cantinho virtual é dificil?! Rsrsrsrs...como vc mesma me disse uma vez - é viciante isso aqui! Conhecer gente nova, pessoas que talvez nunca conheceríamos pelos meios "convencionais"...rsrsrs...
Obrigada pelo comentário no meu blog, viu?! Achei q fosse ser crucificada ontem! rsrsrsrs....longa historia!
Bjs e fiquem c Deus. Bom fds!!!

PS: Até o final do dia, coloco meu post e t aviso, ok?!

Mônica Japiassú disse...

Mirys, você me incentivou a fazer minha primeira blogagem coletiva! :) Está lá meu post: http://www.jbsilva2.com.br/

Ana disse...

É uma terapia mesmo!
Com um grupo imenso de mães!
Bom fim de semana!
Beijos!

Sarah disse...

Que ótimo texto Myris! Não estava sabendo da blogagem, perdi essa... Mas eu poderia ter escrito quase tudo que vc colocou aqui! Também sempre adorei escrever, e acho que o blog acaba por ser um registro de nossas histórias, das nossas experiências. Também acho terapêutico e adoro a troca de informações a as amizades virtuais que a blogosfera nos traz!
Por fim, amei sua conclusão em "nos textos as pessoas são eternas". Lindo.
beijos!
Sarah
http://maedobento.blogspot.com/

A mãe dos Gêmeos disse...

Tbem participei Mirys!!!
Bjos
Ana
http://amaedosgmeos.blogspot.com/

ADELE disse...

Mirys,não poderia deixar de comentar hoje aqui.Primeiro,quero te pedir desculpas,e te falar que meu nome verdadeiro é ADELE.Desculpa...sempre escrevia com o nome de ANA,pois andei fazendo alguns comentários tristes sobre minha bebê,e não queria que meu marido visse,então adotei esse nome,mas de hoje em diante escreverei como Adele.Ok?Adoro se blog,sempre entro aqui,me ajudou muito a superar o que estou passando!Aqui rio,choro,leio histórias do Guigo/Nina,sei da sua história e sempre tento tirar alguma palavra p mim,que mesmo indiretamente,sempre me ajudou.Parabéns,vc é o maximo!Mesmo não conhecendo vcs,já os desejo bem!Se algum dia vir em Vitória,estou por aqui.bj p vc e os pimpolhos

Sylvia disse...

Adorei seu texto e me animei em participar da blogagem!!! Acho super legal essa troca de experiencias que nos é proporcionada pelos nossos blogs. Ai vai nosso link:
http://sylvia-bruno.blogspot.com/2011/05/blogagem-coletiva-por-que-eu-tenho-um.html
Beijos mil

Anônimo disse...

Menina! seu blog já faz parte da minha literatura predileta, continue escrevendo, pleaseee"
Oro por vc e sua família; um abração!!!
Rejane

Mari Hart disse...

Ainda bem que vc criou um blog!!! Te agradeço por isso e por vc ter entrado na minha vida cm toda sua luz e força!!! Amo vc e sua família!

Um beijo imensooo!

Alê disse...

Oi amiga!!! To participando total... Dessa vez deu tempo.. Bjos

saninha disse...

Tudo que voce relatou é a mais pura verdeda, venho aqui sempre que o tempo me permite, amo le seus textos ja li uns antigos, e fico fascinada com tudo,sua historia de vida me encantou, passe-se por muita coisa nesta vida, e temos que tira lições destas dores e alegrias, e voce mostra isso claramente,obrigado por dividi isso. Morro numa cidade que talvez voce nem saiba que exista,TORITAMA-PE,mais me consedero sua amiga e de tantas outras que vizito por ai neste mundinho dos blogs, desejo a voce um excelente dia das mães e que Deus lhe abençoe.Um abraço.

saninha disse...

Tudo que voce relatou é a mais pura verdeda, venho aqui sempre que o tempo me permite, amo le seus textos ja li uns antigos, e fico fascinada com tudo,sua historia de vida me encantou, passe-se por muita coisa nesta vida, e temos que tira lições destas dores e alegrias, e voce mostra isso claramente,obrigado por dividi isso. Morro numa cidade que talvez voce nem saiba que exista,TORITAMA-PE,mais me consedero sua amiga e de tantas outras que vizito por ai neste mundinho dos blogs, desejo a voce um excelente dia das mães e que Deus lhe abençoe.Um abraço.

Zuleide Felisberto disse...

Não sabia que era blogagem coletiva Mirtys! tenho lido em alguns blogs sobre este tema, agora que caiu a ficha!
realmente o blog é tudo de bom!
bjus!

Nana disse...

Publicado!!!!
Bjs e fiquem com Deus.
Bom fds!!!

Nana disse...

Ops... faltou o link....
http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com/2011/05/porque-eu-escrevo-um-blog.html

Ly Mello disse...

Mirys, depois do seu blog, minha percepção do mundo mudou! Só tenho à te agradecer!

Bjs.

cristiane aguiar disse...

Myris querida, tem mais ainda por lá, não preciso nem dizer que te sigo e acompanho seu blog, que é pura emoção, por isso tudo quero te desejar um lindo e abençoado dia das Mães, bjo.

O Divã Dellas disse...

Demorou... Foi nos minutos fianis. Mas o meu Mamarazzi Week saiu e tá la:

http://odivaadellas.blogspot.com/2011/05/mamarazzi-week.html

Beijos,
Cinthya

Gabrielly disse...

Post perfeito!
E para mim q leio todos os dias.... Não comento, mas leio todos os dias, ficou aquele abraço bem apetado!
Uma bjoca pra vc e para os pequenos e lindos!

Claudia disse...

Oi Mirys
Vejo vc em varios blogs amigos!
Ha um tempo descobri seu blog e fiquei muito emocionada e tocada com a historia de vcs.
Seu blog é muito lindo.
Sigo te acompanhando.
Aproveito para desejar uma super semana pra vc e seus anjos.
Grande beijo

http://blogdaclauo.blogspot.com/

Anônimo disse...

Querida,
Conheci esse mundo dos blogs através de vc e confesso que por todas essas razões que vc falou e mais um montão de outras estou apaixonada.
Leio não só o seu blog como todos aqueles que vc menciona, como outros que tenho encontrado.
Isso acabou por me incentivar a escrever um diário para Sophia, que tenho notado que tem virado mais um livro de memórias. Das minhas memórias, de como vejo a vida, de como vejo ela crescer.
Bjs.
Cinthya

Alê disse...

participei amigaaaaaa

Jussara Gehrke disse...

oi Myris

só hoje fiz o meu post da blogagem coletiva e agora estou visitando os outros para saber por que fazer um blog, cada um tem seu motivo, acho que o que importa mesmo é a comunicação, só depois que começamos um blog que descobrimos isso, né?

seu texto é lindo e é uma delícia ler seu blog!

aprendemos muito na blogosfera, é um prazer encontrar gente como vc, que se não fosse isso jamais estaríamos em contato, também como vc diz, é o que deixamos para nossos filhos e netos, um pouco do que somos...

o BU é uma maravilha, tive a oportunidade de conhecer blogueiras incríveis, vc é uma delas!

meu carinho com um beijo
Ju

Jussara Gehrke disse...

ah... estou participando da blogagem coletiva com meus 5 blogs...rs

Margarete disse...

Oi Mirys, prazer te ver lá no blog, adorei conhecer o seu e falou bem!!!
Então eu encontrei mais essas amigas

Camila da Casa com detalhes
Recriando da Renata
Eulária do Papo de Menina
Roberta Um gato Mia

Grande beijo

Pode ser Margo sim eu adoro.

lila rizzon disse...

Puxa, Myris!

Fiquei emocionada lendo esse post seu. Primeiro porque acabei conhecendo a sua hitória. Aliás, como você, adoro ouvir histórias de gente - e contá-las. Segundo, porque acabo de escrever lá no blog o quanto foi fantástico ter feito novos amigos nesses dias em que o molho em casa me fez navegar novos mares aqui na web. Porque a troca tem sido maravulhosa - e tem feito diferença! Adorei adorei te conhecer!

Um beijo,

Idê Maciel disse...

Linka (ja estou aportuguesando o verbo, nós e os nossos neologismos...) ai que eu tbm postei lá...

Lu disse...

Mirys,
Escrevi no blogagem coletiva, atrasadíssima para variar.
bjs mil para os 3 mosqueteiros
Lu