terça-feira, 22 de janeiro de 2013

{ 1 + 1 = 6 } NA-MO-RA-DOS!!! (Diário da Mirys)



Capítulo 3.

A gente tinha passado aquele primeiro final de semana junto, praticamente "hibernando"... não me pergunte o que mais eu fiz, naqueles dias, porque eu só me lembro de estar com o H, conversar com ele, rir com ele, ouvir música ao lado dele, ser paparicada com as comidas que ele fazia pra mim! Em alguma outra estratosfera, devia ter o resto do mundo, vivendo. Mas o meu planetinha ficou só ali, naqueles dias, fora da rota normal dos planetas, girando num tempo e espaço que só eu mesma entendia...

Eu tinha tido "nada" durante tanto tempo e, agora, eu tinha tudo, de novo, de repente. E eu não estava acostumada... Nessa área, a minha rotina era a solidão, a viuvez, a ausência, o cotidiano era sentar sozinha pra ver um filme, tendo, no máximo, um balde de pipoca pra fazer companhia. E eu achava que nunca mais ia ser diferente daquilo, que eu não fosse mais me sentir à vontade na pele de namorada / mulher / alvo de carinho de alguém. Eu achava que seria estranho, que a conversa não iria fluir, que ficaria um "climão" no ar... mas foi tudo diferente. Com ele, as lembranças da adolescência/juventude eram divertidas porque elas iam pra antes da faculdade, do Fernando, do acidente; com ele, a conversa era fácil e eu não precisava parar e abrir um parênteses pra explicar minha vida anterior a todo momento; com ele, a sintonia foi imediata! Irritante, até! Não era possível que desse tão certo, logo de cara... não era pra ser "simples" e confortável assim... pelo menos, eu achava que não.

E, quando chegou o domingo à noite e a gente sabia que iria se separar (ele iria pro Quartel General dos pilotos, passar a semana voando, e eu iria para a minha cidade 1, trabalhar) ficou aquele "branco" de ninguém saber o que falar. Porque não dava pra falar "até amanhã", como eu tinha feito na sexta e no sábado. E eu não queria dizer "a gente se vê por aí", daquele jeito de sabe-se-lá-quando eu iria ficar com ele, de novo... Mas eu NÃO CONSEGUIA falar nada além do "então tá... ficamos assim... a gente se vê por aí"...

"- E então, como ficamos?..."
H "- Ficamos assim: você é minha namorada, vamos nos separar para ir trabalhar e nos veremos na próxima sexta, sem falta."

"- Namorada? H, eu não preciso de 'títulos' e..."
Ele nem me deixou continuar: "- Mi, eu NÃO VOU só sair com você." E, então, ele usou a minha frase contra mim: "- Eu conheço seus pais, você conhece os meus, eu convivo com a sua família e você com a minha, eu tenho filhos e você também tem. Não estamos no momento para 'brincadeirinhas' e não faria o menor sentido eu 'só sair' com você. E eu NÃO QUERO isso. Você não é menina 'pra sair'. E eu quero NAMORAR você!"

"- Mas, H... eu não sei se consigo... assim... ter um namorado... tão de repente..."
H "- Mi, pode me chamar do que você quiser. Mas, pra mim, você é a minha namorada! É isso ou paramos por aqui. Que eu não vou ter nada 'pela metade' com você..."

Ele jogou todas as cartas na mesa, fez as apostas dele e cruzou os dedos pra eu aceitar. Eu respirei fundo... revi um filme dos últimos anos na minha cabeça... olhei pra ele e disse "tudo bem. Mas, por enquanto, a gente mantém isso assim, discretamente, ok?"

Eu só me esqueci que discrição NÃO ERA o forte dele...

Cenas do próximo capítulo aqui.



9 comentários:

Morena disse...

Contaar histórias é uma coisa TÃÃÃÃO LEGAL!!!!!

O mundo precisa de mais homens tipo o H!!

Beijos saltitantes
Boa semana

Ana Virgínia disse...

Às vezes precisamos dessas "intimações" mesmo.

A cada dia fico mais fã de sua história com o H.

bjo


filhadejose.blogspot.com
Ana Virgínia

Anônimo disse...

ueba!!! então estamos assim: namorando...uffa!! .. hein H.!!
vai Mirys.. conta mais!!
bjs.
odila

Humberto Alves disse...

Noites de Sexta/Sábado, Sábado/Domingo e Domingo/Segunda... noites que ficarão para sempre em minha memória... nosso primeiro fim de semana juntos, namorados sim desde o primeiro beijo, porque desde antes dele "já" tinha me tornado SEU, beijo delicioso que a gente sempre vai usar para celebrar as três noites mais lindas do mundo, que serão para sempre como modelo para todas as outras que ainda estão por vir!
Te amo... minha Mi! Te amo apaixonadamente!!!

Zuleide Felisberto disse...

que bacana! estou querendo viver isso de novo...é muito bom!

Ilmara disse...

É Mirys, o H é o cara pra vc...foram feitos um para o outro. Deus abençoe, bj Mosqueteiros!!!

Thais Markevich disse...

Ele não publicou nada no Comércio do Jahu não, né???? KKKK
Estou super ansiosa pela continuação da história!!!
Bjssssssssssssss

Chris Ferreira disse...

Uau!!! Virei fã de H! Arrebentou na atitude! Queremos cenas do próximo capítulo.
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

Um espaço pra chamar de meu disse...

Tudibom!!!!
E eu já tinha reparado nas tirinhas em cada capítulo... adoro!!! Bjs!!! Que venham mais capítulos... acho que perdi alguns!!